Quarta-feira, 6 de Junho de 2007

...

Socorro!, tenho uma filha delinquente...


Acabadinhos de fazer, os catorze. Há que começar a aligeirar, a deslaçar um bocado a corda e a dar alguma ordem de soltura à criança, para que não fuja de casa aos dezasseis e apareça grávida aos dezassete. Ora, a miudagem de Lisboa, hoje, "sai à noite" à sexta e invade em hordas a zona de Santos. A partir das dez da noite, a Rua das Janelas Verdes, o Largo de Santos, a Dom Carlos I e arredores, mais parecem o recreio do liceu. São às centenas, entre os onze (?!) e os vinte, e espalham-se ao longo das ruas, desde Alcântara (onde fica o Paradise Garage, uma das catedrais). Os restaurantezecos da zona regozijam-se, com a sorte grande que entretanto lhes caiu no colo: outrora quase às moscas, hoje reservam-se mesas com quinze dias de antecedência. Funcionam à base de um menu fixo; quando os miúdos são obviamente muito menores, trocam a bebida alcoólica pela sobremesa. Mas só alguns foram abençoados com essa inexplicável vantagem que é terem ficado subitamente "na moda", como o Porão de Santos, o Orange ou o Left. Discotecas, são três: o Absoluto (ou ABS), o tal Garage e o Loft. Legalmente, os miúdos não podem entrar mas, com a conivência das autoridades, convencionou-se que à sexta-feira têm livre passe. De vez em quando, uma rusga aqui e acolá baralha-lhes as voltas e, durante algum tempo, pratica-se uma aparência de legalidade, com as discotecas a exigirem escrupulosamente a identificação. Embora os tempos sejam outros e coiso e tal, fico espantada com o facto de as miúdas começarem a sair cada vez mais cedo; a minha filha tem uma colega de dezasseis anos que lhe confidenciou já estar farta da "noite", o que me parece extraordinário. Aliás, grande parte das amigas dela já se iniciou nas lides e parece que existe um certo consenso parental: saem à noite sexta-feira sim, sexta-feira não. Estamos a falar de miúdas de 13 e de 14 anos, atenção! A minha, e meia dúzia de outras com mães igualmente pouco ou nada "fixes", não sai, ponto, como está bem de ver. Dei-lhe, outro dia, a abébia de ficar até à meia-noite nos anos do melhor amigo, num bar (o Incómodo), tendo o resultado da minha surpreendente abertura sido uma dúvida insanável que girava à volta de um alegado e suposto shot, cujo destino final preferi não aprofundar, em nome da minha sanidade mental. A consequência fatal da dúvida (por via das dúvidas), e apesar das juras e súplicas, foram vários dias de castigo onde lhe foi negado o acesso a todos os gadgets electrónicos ao seu alcance (pc, televisão e rádio incluídos) e o azucrinar diário da minha consciência de mãe carrasca até ao desfazer do terrível castigo. Agora, fez anos e, como prometido algures há uns meses atrás, num dia em que eu deveria estar bêbada ou drogada, ou as duas coisas, foi sair. À séria. Foram a um dos restaurantes da moda, primeiro turno, menu infantil, com direito a discoteca até às duas da manhã. Escusado será dizer que fui pôr, buscar, pôr e buscar, e mais pôr e mais buscar, uma data de imberbes criaturas, cujos pais me acharam com cara de autocarro (e ainda bem). Está claro que não descansei antes da três da manhã, e sem qualquer proveito próprio. A providência, no entanto, resolveu dar-me um bónus: ninguém foi a discoteca nenhuma, pois foram miseravelmente "barradas", depois de pedida a identificação (tinha havido rusga uns dias antes e parece que há que alimentar a hipocrisia reinante). É claro que, o que a providência dá com uma mão, tira com a outra: a caminho de casa, e depois de vertida a frustração em cima da solícita progenitora, a criança sai-se com esta, olha, mãe, eu tenho é que arranjar um BI falso, como os dos meus amigos. Com o photoshop é fácil... Azarinho, que pela boca morre o peixe: a próxima, só lá para os vinte e um.

publicado por Vieira do Mar às 19:55
link do post | comentar | favorito
14 comentários:
De 100nada a 6 de Junho de 2007 às 21:59
AHAHAHAHAHAHAH! É realmente tramado e tens toda a razão, absolutamente e claro que jamais em tempo algum eu te deixaria qualquer comento sobre outros 14 anos há uma data deles (depois a gente almoça ;)) num blog que poderia ser lido por menores. beijos querida!
De vieira do mar a 6 de Junho de 2007 às 23:12
:):):):). Ah... eu tb tenho muito mais a dizer, lá está (é urgente o almoço!) :):):) Beijos, linda!
De Cool Mum a 7 de Junho de 2007 às 00:34
Havia, havia, para entrar no Bananas...
De mãe a 7 de Junho de 2007 às 02:18
Caramba... eu ainda consigo segurar o meu de 14 anos em casa, da fama de carrasco não me livro, claro, mas desconfio que quando for com elas, não terei tanta sorte.
De Alda a 7 de Junho de 2007 às 07:25
Ui... isto lido tem imensa graça, mas quando as minhas pestes - que ainda apenas me dão dores de cabeça pela quantidade de doces que se comem e bonecos que se querem comprar!... - chegarem a essa fase, isto não vai ter graça nenhuma!...

(mas aposto que os meus 4 piolhos não vão ser assim e aos 27 anos ainda me deixam escolher a roupa deles e passam os serões a ver a telenovela comigo! É, não é? :P)
De Eva Lima a 7 de Junho de 2007 às 22:26
Já passei por isso com 2, esperam-me os outros 2. Os mais velhos estão agora naquela do "mãããiii emprestas-me o carro só para ir ali abaixo????"
O pior é que nós NUNCA estamos preparadas para o próximo disparate, socorro!
De Rita a 8 de Junho de 2007 às 13:47
ómeudeus ómeudeus ómeudeus
De MIP a 12 de Junho de 2007 às 10:23
aqui em casa há um de 14 e uma de 13 e dão-se graças pelo ainda relativo sossego das cabeças das crianças. Quiseram (e foram) conhecer um bar, à noite, daqueles que fazem vista grossa à idade, mas distribuem um ticket "não alcool", e vieram desiludidos. Qd a expectativa é muita... Na queima das fitas (somos de Coimbra) o rapaz veio dizer q todos os colegas iam às noites do parque (onde o alcool corre mais q a água do rio ao lado), não nos compadecemos e ele não foi. Descobrimos q a grande maioria dos colegas tb não. É assim, um dia, e uma pedinchice de cada vez.
De vieira do mar a 13 de Junho de 2007 às 15:43
É isso, mip. Mais do que tudo, apuramos o sentido da negociação- ;)
De Luís Santos a 13 de Junho de 2007 às 17:33
Bananas! Bem estou a ver tudo.
Alguém se lembra das tardes do Crazy Nights?

Comentar post

vieiradomar@sapo.pt
Sofia Vieira

Divulga também a tua página

. Setembro 2013

. Novembro 2011

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005