Quarta-feira, 23 de Novembro de 2005

...

jantar de pais

Conhecimentos que se fizeram àconta dos filhos, colegas de turma (gente com pouco ou nada em comum, portanto). Elas, ai! nós levamo-los sempre connosco, férias só com eles, já estivemos no México e em Cuba, yadayada, all inclusive, e eu, pois eu não, se me dou ao trabalho de atravessar o oceano é para me ir divertir, gosto de sair à noite, de comer àvontade, de beber, de dizer asneiras, de fazer disparates, quando estou com eles, lamento, gosto muito, mas não me divirto nem metade, e elas, chocadas, ai não, aiiii! Pois nós divertimo-nos taaaanto, tanto..., e eu a pensar, mentirosas, pá, mentirosas... e umas trancadinhas-extra, uma boa bebedeira, um charrito, já nem se lembram não é?...lá está. E olho para os pais-maridos, sentados na outra mesa, mulheres de um lado, homens do outro, barrigas caídas, duplas papadas, charuto ao canto da boca, o look secretário-de-estado-moda-verão-2005, a gabarem os filhos, a arrotarem-lhes as proezas, sempre os melhores alunos, the best!, a conquista da décima-melhor-cás-outras, mais um ano no quadro de honra e eu, a minha teve nega a Matemática, a professora é uma puta, e elas, chocadas, ai credo..., não diga isso!, e olham para o lado, e eles, os perfeitos, os paizinhos concebidos sem mácula nem pecado, os que os levam a todo o lado e gastam os dias entre as aulas de futebol (o meu é o melhor jogador), a natação ( a minha já está no campeonato), o judo ( o meu é cinturão roxo) e o violino ( eles foram tocar a Sevilha), e a repetição em coro do estafado summer hit, o meu é tãaaao inteligente, nem preciso de o mandar estudar, teve cincos a tudo!, e eu pensar como raio se cresce sem ouvir um vai para o quarto, tens que estudar, hoje não vês televisão!, a acenar a cabeça, a fingir que sim, e vocês, pázinhos, quem são vocês, no meio desse fogo de vista? em que momento deixaram de ser quem foram para passarem a viver a vida de terceiros, que, só por acaso, são os vossos filhos? eram assim tão vazias, as vossas vidas, antes de os terem? viva a perfeição da capa-de-revista!, sois todos tão bons, imagino-vos os podres (e bebo mais um copo sangria manhosa).
publicado por Vieira do Mar às 03:11
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Kika a 17 de Dezembro de 2006 às 23:36
obrigada vieira por este post e pelo anterior (o q está por cima... nunca sei qual é anterior, nem posterior...). fez-me perder alguns dos medos de ser mãe. realmente, o importante é ser feliz. se um pai não for feliz como pode fazer feliz o seu filho???
De Debbie Harry a 9 de Setembro de 2007 às 19:22
É mesmo assim. Este blog é excelente, excelente, mesmo. Tenho uma bebé de 9 meses e pouca experiência de vida, mas vi muitas vezes, em amigos dos meus pais, esse endeusamento de filhos criados em gaiolas douradas e que são melhores que os outros em tudo. Pois eu fiz muitas asneiras, tive muitas negas, não por falta de inteligência, penso mesmo que pelo contrário. Também tive boas notas e dei muitos motivos aos meus pais de orgulho, mas esses não se vêm nas fotografias de fim de curso e muito menos nas pautas das notas. O que é certo é que, apesar dos erros do passado, sou uma mãe dedicada e extremosa, mas jamais me castrarei! Tenho de ser feliz para que a minha filha seja feliz.
Parabéns pelo blog, já está nos meus favoritos.
De Rachel a 14 de Novembro de 2008 às 00:20
Sofia,
Leio os seus blogs há relativamente pouco tempo, mas deixe-me dizer-lhe que são do very best, a sério, sem tretas nem meias tretas, porque, que os seus blogs são do very best, a Sofia já sabe muito bem.
Adiante e sem medos...
Hoje, dia muito lixado com "f", que seguiu outros dias muitos lixados com "f", sentei-me para acabar uma porcaria duma contestação dumas porcarias dumas infiltrações e são estas horas e eu AQUI!!!
Em pausa para uma valente cigarrada fui dar uma espreitadela ao que se passava nos blogues e não sei como estou aqui, para aí há uma hora.

É que isto lê-se tudo tãããão bem...
Neste blog eu me revejo taaanto...
Neste post em particular...
No controversa maresia, nas suas crónicas...

Enfim, (infim, como se diz cá para cima) olhe, fique bem e saiba que por sua causa, passou da meia noite e já vou pagar multa por entregar a porcaria da contestação fora do prazo!!!

Tou a gozar, não é nada sua culpa, sou eu que sou uma calaceira...
Mas também, as multas foram feitas para quê, hã, para quê?
Para se pagar.

Comentar post

vieiradomar@sapo.pt
Sofia Vieira

Divulga também a tua página

. Setembro 2013

. Novembro 2011

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005