Sábado, 11 de Agosto de 2007

...

Todos no carro a caminho do Algarve, a jogar o jogo das palavras. Letra F.

- Faca!

- Fotossíntese!

- Flor!

- Fábrica!

Joãozinho:

- Eu sei uma palavra, mãe, mas é uma asneira e é em inglês... Posso dizer?

- É melhor não, Joãozinho.

- Vá lá, mãe, vá lá!

- Bom...

- Fóquios !
publicado por Vieira do Mar às 23:20
link do post | comentar | favorito
12 comentários:
De aurora a 29 de Agosto de 2007 às 11:01
ehehehe...
De Duarte & Letícia a 31 de Agosto de 2007 às 17:20
Olá,
encontrei o seu blog "viajando" por outros...
Muito interessante as histórias que conta por aqui, o bom desta aventura ( filhos) é que a intensidade vai aumentando gradualmente, hehehe...
Tudo de bom!
Fernanda
De ppaul2006 a 11 de Setembro de 2007 às 14:41
Isto parece a volta dos malucos.
Leio o Blog Controversa Maresia. Depois apetece-me comentar o texto lido. A seguir verifico que não hà possibilidade de comentar nesse blog. Finalmente venho aqui comentar o que me apetecia ter comentado no outro Blog.

Como tantos milhões tenho acompanhado a caso Madeleine.

Traduzi um artigo do Daily Telegraph que vale a pena ler.

Nesse artigo refere-se a incompetência da PJ.

A policia passou busca à casa dos Mc Can e depois entregou-a à administração sendo o apartamento limpo e alugado.

Meses mais tarde é que chegam os ingleses e fazem novas buscas,encontrando vestigios de material genético.

No programa pros e contras a entrevistadora pergunta ao director da PJ se ter entregue o apartamento dos Mac Cans para este ser alugado foi algo aceitável.

O director afirma que esse facto não é dramático.

Isto é : Não é dramático lavar-se cena do crime com detergentes, lexivia e sonasol verde.

Mas veja o artigo do Daily Telegraph no meu Forum.

Clique aqui para ver artigo do Daily Telegraph traduzido pra português (http://paulo2006.clicdev.com/f/index.php?trk=paulo2006&showtopic=1280)

Não percebo nada de direito .
Porém a afirmação do director da PJ de que lavar-se local do crime não é dramático vai contra o que afirmou um especialista forense minutos depois.
Ele disse que as amostras de tecidos..,sangue podiam estar contaminadas não dando resultados fiáveis.

Logo : Se as amostras de tecidos , sangue podem ser contaminadas ou apagadas deixando de ter valor logo lavar um apartamento é dramático. Pode apagar provas essenciais ao contrário do que susteve o director da PJ.

Em portugal tenho a sensação que vivemos num pais pequeno.

Não hà coragem para colocar perguntas incomodas a certos caciques.

José Miguel Judice também refere os erros da PJ..., mas depois a intervenção dele perde-se no meio de muitas outras reflexões.

A jornalista não confronta o director da PJ com essa afirmação espantosa.

As pessoas não o notam.
E a caravana segue.

Nos media ingleses a reputação da PJ fica na lama.
De ppaul2006 a 11 de Setembro de 2007 às 15:00
no apartamento dos mccans , apos desaparecimento da madeleine entrou :

1- Casal.

2- Amigos

3- GNR

4- PJ

5- Apartamento foi entregue à administração

6- Apartamento foi limpo tendo sido ocupado por novos inquilinos

Segundo director isto não é dramático.

Agora vejam-se os fatos que ingleses utilizam para não contaminar local de crime.


Clique para ver foto .Abra noutra janela (http://www.staffs.ac.uk/schools/sciences/forensic/crimescenehouse/)


Mas para o director da PJ não é dramático apartamento dos Mccans ter levado barrela.

Eu também acho que não é dramático se não se encontrarem indicios que levem à condenação dos culpados.

Também não é dramático se a PJ for enxovalhada nos orgãos de comunicação.

Dramático é eu ficar sem cheta.

Isso é que é dramático.
O resto ..que se lixe.
De isabel a 12 de Setembro de 2007 às 10:15
Encontrei este blog por acaso e adorei. Como também somos 5, aqui dá-me uma ideia do que serão os meus anos num futuro próximo. Fidelizei-me.
Parabéns!
De Elypse a 12 de Setembro de 2007 às 22:37
Desconhecia este lado. Que mamã estremosa... Parabéns
De Elypse a 12 de Setembro de 2007 às 22:41
Estremosa/extremosa :) estão próximas no teclado
De vieira do mar a 18 de Setembro de 2007 às 13:21
"pp": este blogue não serve os seus propósitos. Se queria comentar os textos do controversa, enviasse um mail. Só não lhe apago o comentário porque não sei como se faz, mas pode ter a certeza de que não o li nem me interessa fazê-lo. Obrigar-me a LER o que escreveu por esta via? Tenha juízo. Garanto-lhe que quem aqui vem também não está minimanente interessado na sua opinião sobre o assunto (sem ofensa: é porque não tem nada a ver, percebe?).

Quanto aos outros: obrigada a todos, prometo contar mais coisas, assim que tiver tempo. :)
De a.k.a.bicuka a 26 de Setembro de 2007 às 12:10
não voltam?
De Piuzitos a 29 de Outubro de 2007 às 17:02
Bem, foi através do blog da Xana (Dias de Mãe) que aqui cheguei: a Xana transcreveu o seu texto "gostava de ser como as outras mães" e eu apaixonei-me... A sinceridade despida de receio de julgamentos precipitados é absolutamente deliciosa. Revi-me em muito do que escreveu. E já adiccionei este link (espero que não leve a mal) no blog dos meus filhos (http://piuzitos.blogspot.com), no qual será, claro, benvinda quando/se o decidir visitar. Pese embora a trivialidade do mesmo, perante o seu!
Adorei, a sério. Estou fã (dos dois!).

Comentar post

vieiradomar@sapo.pt
Sofia Vieira

Divulga também a tua página

. Setembro 2013

. Novembro 2011

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005